Publicado em Deixe um comentário

Comércio de artes digitais impulsiona mercado de arte moderna

comércio de artes digitais

Sabemos que o comércio digital está cada vez mais disseminado e popularizado no mundo atual. Sabemos também que esta é uma ótima forma de impulsionar todos os tipos de mercados. Assim, não é novidade para ninguém que o comércio de artes digitais é um setor que está crescendo e expandindo.

Mas pode ser estranho para muitas pessoas como isso acontece. E sem surpresas, isso acontece por causa de todas as mais novas e recentes tecnologias que estão no mercado. Seja pelas belas e poderosas telas ou seja pela conexão de internet mais rápida, permitindo várias coisas.

Enfim, é sempre interessante comentar sobre esse assunto, e vamos explicar um pouco mais sobre esse assunto. Principalmente, vamos explicar como o comércio de artes digitais impulsiona o mercado de arte moderna.

comércio de artes digitais

Compartilhamento e comércio de artes digitais

Sharing Economy” ou “economia compartilhada ” é um chavão há mais de dez anos. Um modelo econômico que se baseia na atividade ponto a ponto, mudou a maneira do nosso comércio. Seja no aluguel de acomodações ( Airbnb ) ou pegar uma carona ( Uber , 99). E nem precisamos citar os grande mercados online como eBay, Amazon, etc.

Recentemente, o conceito de economia compartilhada está se dirigindo ao do mundo da arte, principalmente no setor de artes digitais. Motivado pela crescente popularidade de plataformas online que usam blockchain para registrar sua proveniência.

Além disso, exitem mercados online que permitem aos artistas vender diretamente para colecionadores. À medida que essa área continua a se desenvolver, ela impulsiona cada vez mais o comércio de artes digitais.

Pode-se afirmar que a esse tipo de comércio não é um novo conceito para as artes digitais. Os artistas de novas mídias estão acostumados a compartilhar seus trabalhos on-line. Eles também costumam fornecer código para uso comum em comunidades e fóruns de código aberto. 

Recentemente, porém, o mercado introduziu novos modelos de negócios. O que permitiu que os artistas monetizassem suas peças digitais e negociassem edições limitadas de obras digitais em mercados online.

Meios para isso acontecer

Como já vimos, esse tipo comércio online dá uma grande liberdade para os artistas. E tem vários tipos dessa situação ocorrer.

Mas um exemplo muito interessante e que coincide com os desenvolvimentos da tecnologia, é o uso da VR (Virtual Reality). E para exemplificar essa medida, podemos citar uma iniciativa muito interessante e que mostra como serve para o mercado tradicional.

comércio de artes digitais

O Louvre anunciou recentemente uma colaboração com a Vive Arts para fornecer uma experiência de VR da Mona Lisa. A digitalização da Mona Lisa transforma a maneira como o trabalho é visto. Além disso, também permite que o Louvre amplie sua oferta para um público mais amplo.

A tecnologia também oferece uma maneira de compartilhar trabalhos anteriormente inacessíveis em coleções particulares para o público em geral. Um dos pioneiros neste campo é o Museu Kremer. Desse modo, dando espaços para o comércio de artes digitais, o mercado de artes moderna também acabam por serem impulsionados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *